Protetor solar com cor: entenda as vantagens de usar o produto na rotina diária de cuidados com a pele

9 de janeiro de 2018

O uso diário do protetor solar é essencial para manter a pele protegida contra os raios solares, para evitar problemas como manchas, envelhecimento precoce e até câncer. Mas você já pensou em sair do básico e optar pelo filtro com cor? Esse dermocosmético pode ajudar na sua rotina, agilizando os cuidados de beleza diários. A dermatologista Tatiana Matos, de Salvador, explica a seguir como esse item é capaz de garantir mais praticidade no seu dia a dia.

O filtro solar com cor é um produto multifuncional e proporciona várias vantagens no seu dia a dia, como substituir a base do make e ao mesmo tempo garantir máxima proteção dos raios UV

Conheça os benefícios e os diferenciais de um filtro solar com cor

De acordo com a médica, além de prevenir os impactos da radiação UV, “os filtros solares com cor possuem a grande vantagem de fazer a proteção física para a pele, impedindo que a luz visível – presente em lâmpadas, celulares e monitores de computador – penetre e estimule a formação de manchas e a piora do eritema em casos de pele sensível”, explicou.

O protetor com cor na rotina de cuidados com a pele torna o dia a dia mais prático

Esse protetor também é considerado um produto multifuncional. Ao mesmo tempo que protege a pele contra a luz solar e visível, ele pode servir como maquiagem para o rosto. A Dra. Tatiana sugere: “Oriento meus pacientes a usar o filtro solar com cor no lugar base”, afirmou. Deste modo, conseguem mais praticidade no seu dia a dia.

Ao comparar um filtro solar com cor, fique atento às características do produto

Em primeiro lugar, um filtro solar com cor deve ter FPS 30, no mínimo, e PPD a partir de 10, que tenha o tom de base o mais próximo possível da cor de pele da pessoa que vai usar. “O dermocosmético também precisa ter, toque seco para a pele oleosa ou hidratante para seca. Para o paciente que tiver tendência à sensibilidade, o filtro físico é o mais indicado”, concluiu.

Fonte: DermaClub